• Marcos Carvalho

Como gerenciar a pressão da atual crise sobre o Fluxo de Caixa de médias e grandes empresas?

Atualizado: Jun 23



Os gestores financeiros devem considerar três áreas principais em um plano de 10 pontos, descrito abaixo, enquanto procuram estabilizar seu caixa. Eles devem entender sua posição financeira atual e tomar medidas para proteger essa posição.


Ao fazer isso, é importante identificar setores que representam riscos para a continuidade do negócio e a capacidade comercial da organização a longo prazo.


Na medida em que a resposta global ao Covid-19 evolui, as empresas enfrentam grandes desafios operacionais, financeiros e de liquidez. A principal preocupação agora para muitas delas é como gerenciar a pressão sobre o caixa para superar esse momento.

Entendendo a posição financeira atual


A capacidade de responder rapidamente a uma crise é essencial. Em uma situação crítica como a pandemia de Covid-19, uma empresa precisa fazer uma avaliação do caixa disponível e do imobilizado em questão de semanas ou mesmo dias.


1. Avalie as possíveis implicações financeiras de curto e médio prazo do Covid-19 em relação ao caixa. Concentre-se na liquidez, incluindo a revisão imediata da previsão de fluxo de caixa a curto prazo e a atualização dos planos e orçamentos do negócio.


2. Realize análises de sensibilidade, projetando cenários pessimistas, incluindo o impacto do câmbio em sua posição de caixa e teste a capacidade de suas ferramentas e sistemas de relatórios financeiros. Por exemplo: eles permitem relatórios em tempo real?


3. Quanto aos financiamentos, revise sua documentação financeira, identificando se há possibilidade de flexibilização em empréstimos ou convênios. Por exemplo: há margem para revisar a capacidade de empréstimo e ativos não onerados, como estoque, contas a receber e propriedade intelectual? E para pleitear iniciativas de financiamento do governo?


4. Realize planos de contingência. Avalie onde e como poderá reduzir custos e realizar a conversão de caixa. Liquidação de ações podem ser realizadas, se necessário.


5. Interaja com clientes, parceiros, fornecedores e investidores. Revise os principais contratos com fornecedores e clientes e identifique se há flexibilidade contratual para alterar os termos de pagamento e preço de ambos os lados. Interaja com fornecedores e clientes para reavaliar os cronogramas e as prioridades de pagamento sempre que possível. Considere a posição de outras partes interessadas importantes (como acionistas, administradores de pensões, reguladores, seguradoras de crédito e empresas de cartão de crédito), incluindo a verificação de apólices de seguro quanto a cláusulas de interrupção de negócios.


Agindo


Quando houver clareza na posição do caixa, os diretores da empresa e as equipes de gerenciamento devem tomar medidas imediatas para garantir que eles possam, pelo menos, mantê-la.


6. Otimize seu capital de giro para preservar a liquidez. Identifique oportunidades para acessar fontes alternativas de caixa, se necessário. Implemente medidas de conservação de caixa. Por exemplo; isso pode incluir o cancelamento de pedidos não essenciais, realização de trabalho em turno e redução na folha de pagamentos.

7.Procure apoio financeiro adicional de credores existentes e / ou novo financiamento de fornecedores alternativos. Existem oportunidades para gerar caixa via liberação de capital? Obtenha o consentimento dos credores para renúncias a acordos financeiros de curto prazo ou relaxamento em antecipação a possíveis violações dos acordos

8. Implemente planos rápidos de redução de custos com base em sua posição financeira. Considere a possibilidade de designar pessoas específicas para o gerenciamento de ações para ajudar a lidar com o impacto do Covid-19. Isso permitirá respostas rápidas para lidar com questões operacionais e Financeiras à medida que elas surgirem.


Gerenciando partes interessadas (stakeholders)


Além das principais ações acima, as organizações precisam entender rapidamente quem são seus principais stakeholders (clientes, fornecedores, parceiros, investidores), tanto interna quanto externamente. O gerenciamento das partes interessadas pode ser desafiador em um cenário estressado, principalmente onde os interesses são conflitantes e há demandas significativas por informações em tempo real.


9.Desenvolva um plano de comunicação claro para criar meios de contatos eficientes em todos os seus canais. Consulte as equipes e gerenciamento de riscos e marketing para criar ações apropriadas.

10. Identifique as principais partes interessadas externas em seu negócio. Envolva-se rápida e proativamente com eles. Entenda sua posição atual. Considere como eles podem agir e quaisquer problemas associados que possam surgir. Trabalhe com as partes interessadas para minimizar ou mitigar o impacto no seu fluxo de caixa.


Para mais informações sobre como gerir seu fluxo de caixa, confira nosso artigo com dicas para pequenas empresas.

11 visualizações
logoLeverpro.png
CADASTRE-SE E FIQUE ATUALIZADO!
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco